04/05/17 | 15:51
Fiscalização na SMTU adverte motorista de ônibus por não atendimento de parada
Motorista de ônibus é advertido

Motorista de ônibus é advertido

Motorista de ônibus da linha 122 foi advertido por fiscais da Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU) por não ter atendido o sinal de parada feito por um idoso, em um ponto localizado, na Avenida Brasil, no bairro Compensa, zona Oeste da cidade, nesta quinta-feira, 04/05. Os fiscais realizavam mais um operação de fiscalização de rotina contra irregularidades no serviço de transportes quando presenciaram a atitude do motorista.

Após a intervenção dos fiscais, o usuário conseguiu embarcar. A Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU) orienta os usuários a denunciarem casos desse tipo ao SAC da SMTU no número 118, email sacsmtu@pmm.am.gov.br e redes sociais do órgão no Facebook, SMTU Manaus e Instagram @smtumanaus. É importante informar data, hora, local e número de ordem do ônibus ou a placa, para poder identificar o motorista.

“Esse tipo de comportamento não condiz com as orientações transmitidas pela Prefeitura de Manaus as empresas do transporte coletivo. A SMTU tem inclusive promovido cursos de capacitação a esses profissionais voltado para o atendimento a população”, afirmou o superintendente da SMTU, Audo Albuquerque.

Blitz

A equipe de fiscalização percorreu na manhã desta quinta-feira, 04/05, os bairros Aparecida, zona sul, onde foi verificada a documentação de veículos que realizavam táxis, mototáxis e frete. No bairro, foi apreendido um carro modelo Saveiro fazendo frete clandestino além de dois taxis com documentação irregular.

WhatsApp Image 2017-05-04 at 11.55.57

Além da blitz na Aparecida, a fiscalização da SMTU realizou ainda uma abordagem para orientar caminhões fretes que ocupam um terreno na avenida Brasil, bairro Compensa, zona oeste da capital, sobre os procedimentos necessários para regulamentação da atividade. Ainda na zona oeste, três motocicletas foram apreendidas fazendo serviço de mototaxis clandestino, nas proximidades do PAC da Compensa.

Para o taxista Eduardo Ribeiro do Nascimento, 35 anos, as fiscalizações da SMTU são fundamentais para combater o transporte irregular. “A gente concorre com mototaxis clandestino, fretes e ainda tem estes aplicativos que querem implantar aqui. É muito injusto porque nós pagamos todos os impostos e taxas”, afirmou.

Foto: Assessoria de Comunicação da SMTU