31/03/17 | 14:42
Operação ‘Transporte Legal’ apreende 291 veículos ilegais em 15 dias

 32614513784_babade3ec8_h

Em apenas 15 dias da “Operação Transporte Legal”, coordenada pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), 291 veículos foram apreendidos por estarem fazendo serviço de transporte de forma irregular. Em comparação com o mesmo período do ano passado, de 15 a 30 de março, o aumento no número de apreensões aumentou em 480%.

 

As fiscalizações realizadas pela Prefeitura de Manaus, na área de transportes, durante todo o ano de 2016 resultaram no recolhimento de 831 veículos, com uma média mensal de 70 apreensões. Os 291 veículos apreendidos, desde a intensificação das blitze diárias, a partir da operação lançada no último dia 15/3, correspondem a 35% do total de apreensões do ano passado.

 

Dentre as infrações mais recorrentes está o transporte clandestino. A realização de serviços de transporte não autorizados pela SMTU tem como penalidades, estabelecidas em lei, a apreensão do veículo e a aplicação de multa que varia de 15 a 40 Unidades Fiscais do Município (UFM), o que corresponde a R$ 1.497,60 a R$ 3.993,00. Esses valores dobram caso haja reincidência.

 

Outras infrações flagradas por fiscais da SMTU, durante as blitze, são condutores sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), veículos com restrição de furto/roubo, táxis clandestinos clonados utilizando TA (autorização) de outro táxi regularizado, dentre outras situações.

 

“Como órgão gestor é nossa obrigação cumprir a lei, por isso vamos ampliar ainda mais as nossas fiscalizações. Quando retiramos de circulação o veículo clandestino estamos beneficiando não apenas o operador regularizado, que busca aperfeiçoar os seus serviços, que faz investimentos, mas também a própria população que acaba correndo risco quando utiliza um condutor que nem sequer estar habilitado”, destacou o superintendente da SMTU, Audo Albuquerque da Costa.

 

O superintendente acrescentou que as fiscalizações haviam sido anunciadas pelo prefeito em exercício, Marcos Rotta, como sendo uma das ações da prefeitura para a mobilidade. “Tanto o prefeito Arthur Virgílio Neto, como o prefeito em exercício, Marcos Rotta, tem batido nessa tecla: precisamos moralizar o sistema e ordenar os modais. E estamos seguindo este caminho”, disse Audo Albuquerque.

 

Os resultados das operações realizadas nas últimas semanas foram bem recebidos pelos representantes de sindicatos e associações dos profissionais legalizados pela prefeitura. O presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Manaus, Miguel Alves da Silva, parabenizou a fiscalização feita pela prefeitura. “Ficamos muito satisfeitos em ver acontecer uma ação desse tipo contra os ilegais. Sempre reivindicamos isso e agora estamos sendo atendidos. Nós trabalhamos de forma regularizada, investimos na nossa moto, na nossa capacitação não podemos ser prejudicados por ilegais que, muitas vezes, nem habilitação tem”, falou.

 

Fotos: Divulgação SMTU

Texto: Assessoria de Comunicação da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU)