28/10/18 | 12:57
Prefeito monitora frota do transporte coletivo durante o pleito eleitoral

Após exercer seu papel democrático, comparecendo à urna para votar neste domingo, 28/10, 2º turno das Eleições 2018, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, iniciou uma extensa ronda pelos terminais de integração da capital e pelas vias com maior concentração de usuários do sistema de transporte coletivo para monitorar a operação da frota. Ao todo, 1.250 veículos foram colocados nas ruas – correspondente a um dia útil -, além de 33 ônibus extras para atender o público que se dirigiu à Ponta Negra, zona Oeste.

“A gratuidade deste pleito foi garantida ao povo de Manaus, mas é preciso deixar claro que não considero isso um presente. Foi a nossa contribuição para que mais e mais pessoas também exerçam seu papel de eleitor”, destacou o prefeito, que estava acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Arthur também fez questão de enfatizar que todo o valor correspondente ao pleito deste ano, estimado em R$ 6,4 milhões, será pago pela prefeitura, a exemplo de outras eleições realizadas em sua gestão, com gratuidade no transporte coletivo, que foram devidamente quitadas.

“Ao contrário do que foi feito em outras gestões, cada centavo dessa gratuidade será pago às empresas que operam no sistema. Pago, porque isso me permite cobrar do Sinetram, que neste dia esteve atento às minhas recomendações e rapidamente respondeu às demandas dos usuários”, finalizou Virgílio.

O prefeito iniciou o monitoramento aos coletivos, neste domingo de eleição, pelo Terminal da Constantino Nery (T1), seguido por uma comitiva de secretários e técnicos da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). No local, o chefe do Executivo municipal constatou que os ônibus fluíam regularmente.

Em seguida, todos se dirigiram para o Terminal da Cachoeirinha (T2), onde uma grande quantidade de veículos do transporte coletivo chegava e saía das paradas. Também foi fiscalizado o funcionamento do Terminal da Cidade Nova (T3) e Jorge Teixeira (T4). Neste último, o prefeito, juntamente com sua comitiva, fez questão de conversar com os usuários e trabalhadores do espaço, que se demonstraram bastantes satisfeitos com a visita.

‘Operação Eleições 2018’

A Prefeitura atuou, desde às 4h, de forma integrada, em várias frentes de trabalho, para garantir a organização durante o 2º turno das eleições gerais, bem como ocorreu no 1º turno do pleito. Agentes da SMTU e Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização no Trânsito (Manaustrans) estiveram em pontos estratégicos da cidade para assegurar o cumprimento da frota operante de ônibus e a fluidez do trânsito.

Quase 120 fiscais e vistoriadores do SMTU estiveram, mais uma vez, na Operação Eleições 2018. Os profissionais estiveram em todos os terminais de ônibus, estações de bairros, garagens das empresas e saídas para estrada AM-010, bem como na Ponte Phelippe Daou.

“Esse monitoramento é uma preocupação da prefeitura para atender as demandas da população. A carga máxima é de 1.250 ônibus que estão atuando como dia útil”, informou o superintendente da SMTU, Franclides Ribeiro, destacando que, por volta das 11h, a frota de ônibus recebeu reforço, além dos 33 veículos extras na área da Ponta Negra, na zona Oeste, devido à demanda estimada para a área de 40 mil pessoas. Os ônibus extras foram os das linhas 678, 120, 450, 641, 542 e 126.

As principais vias de Manaus também esteve sob o monitoramento do Manaustrans, que desde a madrugada atuou com 310 agentes de trânsito.

“Os agentes foram posicionados nas proximidades dos maiores colégios eleitorais para garantir fluidez, auxiliar a travessia de pedestres e à disposição da população no que for necessário. Eles ficaram posicionados até às 18h e, posteriormente, nas vias onde houver quaisquer tipos de aglomeração”, explicou o diretor da gestão operacional da Manaustrans, Sandro Moacir.