19/01/18 | 17:20
SMTU recebe mototaxistas e assume o compromisso de intensificar fiscalização de irregulares

Coronel Franclides Ribeiro reunido com os mototaxistas. Foto: Divulgção/SMTU

Em reunião realizada na Casa Militar, na manhã desta sexta-feira (19), o Superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), coronel Franclides Ribeiro, acompanhado pelo Diretor de Transportes, Robson Falcão, reuniu os mototaxistas de Manaus para ouvir as reivindicações e propor melhorias para a classe.

Participaram da reunião cerca de 400 mototaxistas, de todas as zonas da cidade, com a presença do presidente do Sindicato dos Profissionais Mototaxistas de Manaus (Sindmoto), Anderson Souza, que espera que as propostas discutidas na reunião sejam levada à diante. Dentre as solicitações, a abertura de nova licitação para preenchimento das vagas pendentes e fiscalização mais ativa sobre os mototaxistas irregulares de Manaus.

“Esse convite feito pelo superintendente é inédito e nos deixa felizes e esperançosos de que vamos ser atendidos em nossos anseios. Foi uma excelente oportunidade de estarmos frente a frente e esperamos que o compromisso seja assumido. Precisamos de mais fiscais para capturar os clandestinos”, disse Souza.

Foto: Divulgação/SMTU

Ao todo, existem em Manaus quase 2.926 mototaxistas regulamentados junto à SMTU e mais que o dobro da quantidade de clandestinos circulando.

De acordo com o superintendente Franclides, a fiscalização será reforçada. “Vamos pedir parceria do Batalhão de Trânsito do Estado do Amazonas para dar reforço à fiscalização já realizada pela SMTU”, finalizou.

Regularização

Para se regularizar junto à SMTU, é necessário realizar o licenciamento anual, com aprovação do veículo pela vistoria da SMTU, devendo o condutor possuir CNH válida. Se o condutor possuir multas, a permissão será cassada. Outros requisitos:

 

  • Possuir um ano de experiência como condutor do sistema;
  • Não possuir antecedentes criminais;
  • Não possuir débitos no âmbito municipal e estadual;
  • Participar de processo licitatório;
  • Apresentar o veículo com no mínimo três anos de fabricação;
  • Documentação: dual da moto; comprovante de residência; comprovante do pagamento do INSS atualizado; comprovante de pagamento da apólice de seguro; proposta de período de validade do seguro.

 

Foto: Divulgação/SMTU